Modelos de Negócio



Ano após ano o mercado de energia solar mostra que está em crescente ascensão. Cada vez mais os sistemas fotovoltaicos – que transformam raios solares em eletricidade – vêm ganhando a preferência não apenas de consumidores residenciais, como também de empresas, comércios e indústrias.
Ainda que o investimento inicial para a aquisição dos sistemas de geração seja um ponto de atenção para o setor, um fator primordial tem favorecido o acesso a esta modalidade: o surgimento de diferentes modelos de negócios para a sua adoção. A ALTERNA ENERGIA SOLAR auxilia seus clientes a tomarem a melhor decisão e atua no apoio e execução para implementação desses negócios.

Modelos de Negócio
Locação de Usinas

O aluguel de usina é uma das modalidades indicadas para as empresas que não desejam ou não possuem os recursos necessários para investir na construção de uma usina fotovoltaica própria, mas, ainda assim, buscam por uma opção mais sustentável.

Neste modelo, diferentes companhias podem se beneficiar da energia gerada em uma fazenda de painéis solares ou telhado solar, que injetará a energia na rede elétrica, gerando créditos às empresas consumidoras. Os créditos, por sua vez, podem ser utilizados para abater o consumo de outras unidades consumidoras, reduzindo assim o valor a ser pago à distribuidora.

Uma grande vantagem do aluguel é que, uma vez que a energia vem de uma grande usina, as empresas consumidoras não precisam se preocupar com a instalação de placas solares, manutenção do sistema ou mudanças futuras.

Este também é um modelo de negócio para empresários que querem construir uma usina e ganhar dinheiro com a sua locação.

Modelos de Negócio
Consórcio ou Cooperativa

As cooperativas e consórcios de energia solar fotovoltaica são formas de incentivo à geração e consumo compartilhado da eletricidade advinda dos raios solares. Embora tenham um princípio comum (a reunião de vários consumidores para a instalação de um sistema fotovoltaico compartilhado), elas funcionam de forma distinta.

Cooperativa é uma organização de pessoas (CPFs) com um objetivo que beneficiará a todos em uma atividade em comum. Dessa forma, uma cooperativa de energia solar é a reunião de consumidores que desejam se associar para instalar e utilizar um sistema solar fotovoltaico. Uma vez que a produção de energia solar é muito mais barata e vantajosa, a energia solar por cooperativa é a alternativa encontrada por muitos consumidores para driblar o que costuma ser o maior entrave na hora de adotá-la: o custo de instalação. Com a cooperativa, cada associado investe uma quantia determinada e todos usufruem do resultado final. 

Já o Consórcio envolve a reunião de pessoas jurídicas (CNPJs) e é utilizado para dividir despesas com a construção, operação e manutenção da usina, além de, consequentemente, gerar a partilha da energia elétrica. O consórcio deverá deter a posse ou a propriedade da unidade consumidora com geração distribuída (a usina). Com isso, deverá ser celebrado um contrato de locação dos equipamentos e do imóvel onde eles estão instalados. Os consorciados também podem se reunir para construir uma usina, hipótese em que eles serão os proprietários do empreendimento.

Modelos de Negócio
EMUC (Geração em Condomínios)

O EMUC (Empreendimento com Múltiplas Unidades Consumidoras) é uma das novas modalidades de geração distribuída. Neste modelo, existem vários clientes que consomem energia elétrica de forma independente (cada um tem sua própria conta de energia), e existe uma área de uso comum compartilhada que forma uma área consumidora distinta (de responsabilidade de um condomínio, por exemplo), e nesta área comum compartilhada é construído o sistema de micro ou minigeração distribuída. As unidades consumidoras devem estar localizadas em uma mesma propriedade ou em áreas contíguas, sendo vedada a utilização de vias públicas, de passagem aérea ou subterrânea e de propriedades de terceiros não integrantes do empreendimento.

Fale conosco:

(15)99699-5930

Possuímos uma equipe multidisciplinar com expertise de mais de 30 anos no setor elétrico e atuação nas maiores distribuidoras de energia do país, prezando sempre pela ética, transparência e responsabilidade socioambiental.

Rolar para cima